Assembleia só deve votar projetos após 2º turno das eleições

O presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo (PDT), e o líder da bancada governista, Zé Neto, afirmam que a rotina de votações só deve retornar à casa após o 2º turno das eleições. Até o dia 26, dizem os dois parlamentares, os deputados devem se empenhar para conseguir votos para seus candidatos à presidência: Dilma Roussef (PT) ou Aécio Neves (PSDB).650x375_assembleia-legislativa-da-bahia_1454165

“Não vou vender ilusões. Se votarmos agora, algumas matérias podem ser contaminadas pelo processo eleitoral”, apontou Zé Neto. Já o presidente Marcelo Nilo diz que é possível esperar a conclusão do pleito, pois considera que a pauta não será extensa.

Zé Neto diz que estarão na pauta a Lei de Organização Básica (LOB) para policiais e bombeiros militares, o Plano de Cultura do Estado, o Orçamento de 2015, contas do governo Wagner e o alinhamento de carreiras nos tribunais de Contas do Estado e dos Municípios.

Oposição

Já o líder da oposição, o deputado Elmar Nascimento (DEM), que deve deixar a Assembleia para assumir vaga na Câmara Federal, diz acreditar que os projetos importantes serão votados até o final do ano.

Ele diz que o empenho de parlamentares para tentar eleger Dilma ou Aécio não prejudicará as ações na Assembleia. “O governo tem a maioria e tem como pôr em votação seus projetos. E, também, durante as eleições, poderíamos manter o compromisso de votar projetos ao menos uma vez por semana”, diz Nascimento.

O democrata diz que as votações sobre as contas do governador, por exemplo, serão técnicas, mas esclareceu que os demais projetos serão votados seguindo o ponto de vista da oposição. “Tudo será votado normalmente”, disse. Por Davi Lemos/ A Tarde