“Asfixia por engasgamento”: novo laudo sobre morte de menor do Liberdade I

No sábado, 11 de janeiro, chegou a ser divulgado pela imprensa regional a possibilidade do jovem Jonatas Lima de Oliveira, de 17 anos, que morava no bairro Liberdade, ao sul de Teixeira de Freitas, ter sido vítima de asfixia por esganadura, supostamente dentro de uma viatura da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto). Na verdade houve uma má interpretação do exame de necropsia realizado no Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT), já que o laudo que acaba de ser divulgado atesta que o adolescente foi vítima de asfixia por engasgamento, isso ao, supostamente, tentar engolir uma sacola plástica contendo drogas. A atitude teria atraído para seu pulmão o próprio vômito.imld2-600x330

No final da tarde de domingo (12/1) o perito criminal Marco Antônio Lima, que fez questão de acompanhar pessoalmente os exames de necropsia, esclareceu o mal entendido. “Fiz questão de acompanhar toda a necropsia e os exames foram claros quando constataram ter havido o engasgamento pela aspiração do próprio vômito da vítima”, informou. O menor morto, Jonatas Lima de Oliveira, de 17 anos, já registrava pelo menos três passagens da polícia, sendo duas por tráfico e uma por furto.

A morte do adolescente desencadeou um protesto violento no bairro Liberdade I, onde o menor residia, quando um grupo de vândalos ateou fogo em um ônibus da Viação Santa Clara no sábado (11/1) e as chamas atingiram ainda dois imóveis. Com a divulgação oficial do laudo dos exames de medicina legal fica descartada completamente a hipótese de ter havido qualquer participação dos policiais da Ceto na morte do rapaz. Os militares dizem que no momento que conduziam o menor para a delegacia, ele começou a se debater na viatura. A guarnição parou para ver e encontrou Jonatas desacordado e babando.  Os policiais ainda contaram que fizeram os procedimentos de primeiros socorros, tentaram desobstruir as vias respiratórias, mas sem sucesso. Em seguida encontraram na boca da vítima, uma sacola com pedras de crack e a removeram. Jonatas foi levado para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), aonde chegou sem sinais vitais. Por Ronildo Brito/TN

Matéria relacionada:

Moradores incendeiam ônibus da Santa Clara no Liberdade I