Após penalização, MEC volta a liberar o curso de administração da FACISA

O Ministério da Educação (MEC) efetuou uma visita in loco à FACISA nos dias 10, 11, 12 e 13 de agosto para averiguar Protocolo de Compromisso que a Instituição efetuou junto ao órgão Federal decorrente de nota insatisfatória no ENADE de 2009 e 2012. A FACISA foi penalizada com a suspensão do curso de Administração em decorrência da nota que os alunos tiraram na prova do ENADE no triênio 2009 e 2012.

FacisaConforme o diretor geral da FACISA, professor Jackson Cordeiro de Almeida, em decorrência da crise instaurada em 2009 e 2012 os alunos que fizeram o ENADE não obtiveram nota satisfatória e o curso foi penalizado, no entanto, a FACISA imediatamente pediu a visita, pois já cumpria todos os requisitos solicitados pelo MEC desde 2011 quando houve a mudança de mantenedor e direção.

Segundo o diretor a FACISA, hoje tem cumprido rigorosamente todos os requisitos solicitados inclusive de Universidade atendendo assim de forma ampla e irrestrita as solicitações. Como exemplo cita que a maioria das Faculdades que sofreram essas sanções solicitaram um ano para equalizar, entretanto, a FACISA solicitou apenas 30 dias e já não tinha resolvido devido a demanda do próprio MEC para fazer as visitas in loco.

O professor Jackson Cordeiro  lembra também que a FACISA para obter o retorno contou com o apoio irrestrito do mantenedor, o senhor José Francisco Saraiva Filho que não mediu esforços para viabilizar recursos como também na parte logística dando todo apoio que dependia do empresário mostrando a sua capacidade como empresário para resolver crises.

O diretor ressalta a importância do apoio dos professores que se desdobraram para adequar as novas diretrizes como também no trabalho de preparação que vem desenvolvendo no curso que hoje tem uma nova concepção dentro do contexto empresarial. Acrescenta que os funcionários da FACISA  não mediram esforços para deixar a Faculdade totalmente pronta, tanto, lembra ele, que os avaliadores na entrevista com os alunos ficaram surpresos com a postura, desenvoltura que os mesmos apresentaram, como também o compromisso com a Faculdade.

“Não podemos esquecer da participação da sociedade externa que participa de conselhos e CPA que estão de forma exemplar contribuindo para o crescimento da Facisa na região. Ficou claro que a FACISA está pagando por um momento de crise, mas que já aponta como uma Faculdade de qualidade que prepara seus alunos para o mercado de forma a atender satisfatoriamente. A direção agradece a todos que direta ou indiretamente contribuem para que a FACISA seja uma grande Faculdade para Itamaraju e região”, disse o diretor geral professor Jackson Cordeiro de Almeida. (Da redação)