Administrador da Fazenda J.U mata uma pessoa e deixa duas feridas

Na tarde de terça-feira, 19 de agosto, o advogado e cafeicultor Danilo Hungaro, administrador da Fazenda J.U., localizada às margens da BR-101, invadiu um prédio na rua Fellinto Müller, Centro, Teixeira de Freitas, onde funciona diversos escritórios de serviços como advocacia, publicidade e o invadido, de assessoria a colheita de café, de propriedade de Nelson Gonçalves Guimarães Filho, 48, cujo sócio era seu primo Juliano Guimarães, 30 anos.nelsonmortotexasago14 (1)

Danilo, com uma pistola 380, atirou e matou Nelson, deixando Juliano e a esposa de Nelson, Rogéria Guimarães Zatta, 34 anos, gravemente feridos. Mesmo atingidos, testemunhas relatam que eles desceram as escadas e chegaram a entrar em estabelecimentos vizinhos pedindo socorro.

Conforme informações dos peritos Paulo Libório e Everton dos Anjos, 16 cápsulas de cartucho calibre 380 foram recolhidas no local.DSCN2730-580x435

Sabe-se que a fazenda de Danilo estava empreitada a empresa de Juliano, que teve que interromper suas atividades na colheita de café após o local ter sido invadido por sem-terra, os quais impediram que Juliano sequer tirasse o maquinário que alugou para a temporada.

O assassino fugiu em uma Ford Ranger prata de placa FBL 2306, de Barueri/SP e foi interceptado e preso 40 minutos depois por policiais da Cipe, antiga Caema, quando já estava em Posto da Mata/Nova Viçosa. Ele foi encaminhado para a 8ª Coorpin e apresentado ao titular do Serviço de Investigação em Locais do Crime (Silc), delegado Júlio Telles. Com Danilo, a polícia encontrou a arma do crime, uma pistola calibre 380, com um pente vazio e um segundo estojo municiado de cartuchos intactos.

Ao delegado, Danilo disse que o não cumprimento de acordo comercial com Nelson levou à discussão no exterior do escritório, no que Nelson teria, conforme seu relato, o ofendido e dado as costas. Ele, então, atirou no empresário e o atingiu de raspão na cabeça, este, ferido, correu para dentro do prédio. Danilo foi atrás e o alvejou atrás da porta de seu escritório, atirando ainda nas demais pessoas que estavam no local, exceto na secretária, que se escondeu. Nelson deixa uma filha de 16 anos e um menino de 8, além de Rogéria, internada no Hospital Municipal, onde foi submetida a cirurgia. Ela foi atingida no estômago e teve pulmão e baço perfurados. Juliano também foi submetido a cirurgia e está estável. Por Pauta Diária