Acusado de matar o primo por causa de ficha de sinuca é apresentado

Foi apresentado à imprensa nesta sexta-feira, dia 22 de agosto, Júnior Gonçalves de Oliveira, de 25 anos de idade, acusado de assassinar o seu próprio primo, Wilson Neves Vieira, de 44 anos na época, crime ocorrido no dia 15 de julho deste ano de 2014. Os outros dois envolvidos na execução, Sidnei Araújo de Souza e Ednei Luiz de Souza, já estão presos e Júnior, que conseguiu fugir, estava sendo procurado.

acusado de matar primoO corpo da vítima foi encontrado numa área rural localizada na estrada de Maria Mil Reis, que liga Teixeira de Freitas ao município de Caravelas e assim que foram presos, Sidnei e Ednei contaram com detalhes como tinham perpetrado o crime. A confusão teria começado entre os primos Wilson e Junior, que residiam na mesma casa e após a discussão inicial em um bar, os dois teriam deixado o local, sendo que a vítima foi dormir e Júnior teria saído em busca de outros comparsas para matar o familiar. O motivo da desavença teria sido o valor de R$ 5 em fichas de sinuca que os mesmos tinham disputado no bar.

Quando retornou à casa Júnior já estaria acompanhado de Sidnei e os mesmos atacaram Wilson ainda dormindo, a golpes de pau, até que o mesmo parou de respirar. Na sequência os dois ligaram para Ednei, primo de Sidnei, dono de um carro e o trio partiu para desovar o corpo na conhecida Estrada de Maria Mil Reis.

E nesta sexta-feira (22), com prisão temporária decretada e supostamente temendo ser preso a qualquer momento, Júnior Gonçalves de Oliveira, de 25 anos de idade, acabou sendo apresentado em companhia de um advogado ao delegado Kleber Gonçalves. A polícia não tem dúvida que ele fora o mentor do bárbaro crime que vitimou o seu próprio primo Wilson Neves Vieira, de 44 anos. (Por Ronildo Brito e Tyago Ramos)